Rubem Alves: “Confissões de um Protestante Obstinado”

[ Transcrito de meu blog Liberal Space, onde publiquei, originalmente, em 2015 este artigo de 1981 do Rubem Alves. O artigo pode ser lido também lá, no endereço https://liberal.space/2015/10/07/rubem-alves-confissoes-de-um-protestante-obstinado/ ] [Uma consequência boa de ser um relicário e arquivista compulsivo é encontrar coisas que a gente nem se lembrava de que tinha. Procurando alguns escritos… Leia mais Rubem Alves: “Confissões de um Protestante Obstinado”

Rubem Alves: “Do Paraíso ao Deserto”

Este artigo que será compartilhado em .pdf tem como subtítulo “Reflexões Autobiográficas”, e  foi publicado no livro O Enigma da Religião (Editora Vozes, 1975). Foi escaneado do próprio livro, de um exemplar que me foi dado em 1975 pelo próprio Rubem. A prmeira parte do artigo (pp.117-126), que é a parte mais biográfica, mas contém… Leia mais Rubem Alves: “Do Paraíso ao Deserto”

Rubem Alves: “Liberdade e Ortodoxia – Opostos Irreconciliáveis”

Na dedicatória que apôs à cópia de Protestantismo e Repressão que me deu em 1979 (fez  40 anos neste ano que passou), o Rubem Alves escreveu: “Ao Eduardo, em memória de um passado comum”. A dedicatória vem logo acima do mote do livro, uma linda passagem de Leszek Kolakowski, muito amada pelo Rubem, e que ele… Leia mais Rubem Alves: “Liberdade e Ortodoxia – Opostos Irreconciliáveis”

Rubem Alves: “A Sentença Primeiro, Depois o Julgamento”

Em meados do primeiro semestre de 1986 José Aristodemo Pinotti completou sua brilhante gestão frente à Reitoria da UNICAMP, exercendo mandato de 1982 a 1986. Nomeado por Maluf, depois de uma crise gigantesca na UNICAMP, a maior de sua história, em que oito diretores, candidatos à Reitoria, como Pinotti, foram destituídos do seu cargo, eu… Leia mais Rubem Alves: “A Sentença Primeiro, Depois o Julgamento”

Rubem Alves: “Há Algum Futuro para o Protestantismo na América Latina?”

O artigo a seguir é, até certo ponto, uma raridade. Foi publicado em Março de 1969, há quase 51 anos, portanto. Tem valor histórico. Nesses 51 anos o mundo mudou. E, dentro do mundo, mudaram a América Latina e o Protestantismo que nela existe (agora, mais forte do que jamais se poderia imaginar em 1969). Em 1969 estávamos… Leia mais Rubem Alves: “Há Algum Futuro para o Protestantismo na América Latina?”